Category: Ônibus (page 1 of 4)

Mercedes NG1631 Deutrans v 2.0 v1.25x

Continue reading

Scania apresenta ônibus Euro 6 movido a gás ao México

Road Show organizado pela empresa no país para apresentar modelo de 12 metros de veículo sustentável passará por sete cidades
click20
A Scania, referência mundial na fabricação de caminhões, ônibus e motores industriais e marítimos, realiza no México um road show para apresentar ao mercado local seu modelo de 12 metros de ônibus a gás equipado com motor Euro 6. O evento reforça o objetivo da empresa sueca em tornar-se líder no segmento de transporte sustentável no país latino-americano.

Continue reading

Grupo Volvo celebra produção de 300 mil veículos na fábrica brasileira de Curitiba

O Grupo Volvo, que fabrica no Brasil caminhões e chassis de ônibus, está celebrando a produção de 300 mil veículos em sua planta de Curitiba, sede latino-americana da empresa. O veículo é um caminhão extra-pesado FH 4×2, com motor de 540cv, equipado com caixa de câmbio eletrônica I-Shift, rodas de alumínio e cabine alta XL. “O Brasil é uma importante operação da Volvo, com um mercado exigente e transportadores altamente profissionalizados que demandam por produtos com qualidade e tecnologia”, declara Claes Nilsson, presidente do Grupo Volvo América Latina.
21942507986_5cb455670e_o

“Este é um importante marco na história da unidade fabril brasileira”, comemora Jorge Marquesini, vice-presidente industrial do Grupo Volvo América Latina. A fábrica paranaense começou a funcionar em 1979, quando foi montado o primeiro veículo no País, um chassi de ônibus modelo B58. Um ano depois, iniciou-se a produção de caminhões, com a montagem do modelo N10, com motor de 260cv.
21781774449_00dc78bbd4_o

“A Volvo tem no Brasil uma história de pioneirismo, inovação e tecnologia”, afirma Carlos Morassutti, vice-presidente de RH e assuntos corporativos do Grupo Volvo América Latina. O FH número 300 mil integra a última e mais avançada geração de uma linha de caminhões que vem sendo aperfeiçoada constantemente, desde que a marca iniciou sua fabricação no País, em 1998. O modelo é considerado o caminhão mais seguro do mundo. É reconhecido também por sua grande produtividade, além do baixo consumo de combustível e de emissões.

Referência mundial

A fábrica onde o 300.000º veículo foi montado é uma das mais avançadas do sistema industrial global do Grupo Volvo. “Somos referência mundial em qualidade de produto e em gestão de processos”, lembra Marquesini, comentando a alta pontuação que a unidade local possui em qualidade e em manufatura enxuta.

Recentemente, foram feitos mais investimentos no complexo industrial da Volvo em Curitiba. A empresa modernizou a linha de produção de caminhões para poder lançar a nova geração de veículos e também automatizou e inovou as linhas de pintura e solda de sua fábrica de cabines. Com as mudanças, a montadora introduziu no Brasil e demais países latino-americanos uma nova geração de caminhões, com a mais alta tecnologia e com o maior grau de conectividade do mercado. Os investimentos também melhoraram ainda mais a qualidade dos veículos, promoveram ganhos ambientais e aumentaram a capacidade de produção.

Vanguarda tecnológica

“Sempre estivemos na vanguarda tecnológica no Brasil”, diz Marquesini. A modernização de todo o complexo industrial, a automação e o processo de alta precisão na área de pintura de cabines colocaram a Volvo mais uma vez à frente do mercado.

O FH foi introduzido no Brasil como um veículo importado em 1993, inaugurando a era da eletrônica em transporte de cargas no país. “A partir daí foram sucessivos saltos tecnológicos, que o transformaram num sucesso de vendas, atualmente com cerca de um terço do segmento de pesados no Brasil”, destaca Bernardo Fedalto, diretor de vendas de caminhões Volvo no Brasil.

Em 1998, a Volvo passou a montar o FH no País e, já em 2003, atualizou a linha lançando um novo modelo, com uma nova plataforma eletrônica e equipado com a I-Shift, a caixa de câmbio eletrônica que iria revolucionar o mercado brasileiro. Em 2007, a marca inovou mais uma vez, lançando o FH com um motor de 13 litros, novos eixos e um novo freio motor.

Dois anos depois, em 2009, a Volvo surpreende o mercado: o FH chegava equipado com dispositivos de segurança ativa e passiva, transformando-se no caminhão mais seguro do mundo. Em 2011, renovou toda a linha de veículos introduzindo a tecnologia SCR para reduzir a emissão de gases. No ano passado, a empresa lançou a nova geração do FH, com uma cabine 1 metro cúbico maior que a versão anterior, novos motores, novas potências e uma série de dispositivos que o tornaram o caminhão mais conectado da atualidade.

Ônibus
21956535202_42386411c3_o
No segmento de ônibus, o papel da Volvo é revolucionário no Brasil. Foi nas pranchetas da fábrica e da Prefeitura de Curitiba, por exemplo, que se inventou o ônibus biarticulado, um produto que contribuiu decisivamente para o desenvolvimento dos sistemas organizados de transporte público urbano, os chamados BRT’s (Bus Rapid Transit). “O conceito de alta capacidade de transporte e os benefícios que isso representa foi introduzido pela Volvo”, lembra Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

Foram várias inovações na área de ônibus. A empresa foi a primeira a produzir um ônibus com ESP (Programa Eletrônico de Estabilidade), um dispositivo que diminui sensivelmente a possibilidade de capotamento. Trouxe também o ITS4Mobility, uma avançada plataforma
Tecnológica de controle de tráfego para os operadores e informações para os passageiros. “Foram muitas inovações em transporte de passageiros”, diz Pimenta.

No complexo industrial de Curitiba, existem, na verdade, cinco fábricas: uma de caminhões pesados e semipesados; outra de chassis de ônibus urbanos e rodoviários; uma terceira de motores a diesel; uma quarta de cabines de caminhões e a última de caixas de câmbio eletrônicas.

Fonte: Volvo do Brasil

MAPA EAA Bus 1.5.1 para ETS 2 1.21

Scania se destaca na oferta de combustíveis alternativos

Estratégia da fabricante sueca é ser parceira dos clientes na busca por frotas menos poluentes e proporcionar geração de novos negócios
click12
click17
A Scania, referência mundial na fabricação de caminhões, ônibus e motores industriais e marítimos, apresenta no Congresso SAE Brasil 2015, o maior portfólio de motores movidos a combustíveis alternativos do mercado. “Isso reforça nosso posicionamento global em direção de um transporte sustentável, bem como comprova que estamos no caminho certo para reduzir em 50% a emissão de gás carbônico por tonelada transportada até 2020”, diz P.O Svedlund, presidente e CEO da Scania Latin America.

Alinhada à estratégia global, a empresa demonstra o compromisso com a sociedade e apresenta soluções que garantem melhor economia operacional para o cliente e maior redução na emissão de CO2. O portfólio de veículos da Scania está apto a operar com diversos tipos de combustíveis alternativos, como é o caso do gás natural comprimido ou liquefeito, biogás, bioetanol e biodiesel.

“O setor de transportes precisa encarar um desafio duplo. Quebrar a dependência por combustíveis fósseis e, ao mesmo tempo, reduzir as emissões de CO2 na atmosfera. Temos trabalhado nisso nas últimas duas décadas e criado alternativas sustentáveis para o mercado”, disse P.O Svedlund.

Durante o SAE Brasil 2015, a Scania apresentará suas soluções de combustíveis alternativos, além de um caminhão R440 equipado com motor Scania capaz de rodar com até 100% a biodiesel, que ficará exposto aos visitantes no Hub de Tecnologia. A operação com esse tipo de combustível pode reduzir em mais de 60% as emissões de CO2.

Nos mercados globais atendidos pela fabricante sueca, onde a preocupação com a sustentabilidade é vista como diferencial competitivo gerador de oportunidade de negócio, já é possível ver com maior frequência caminhões e ônibus Scania movidos a fontes limpas.

Na América Latina, cresce o interesse dos mercados por frotas que ofereçam eficiência operacional e sejam ao mesmo tempo sustentáveis. É o caso de países como Colômbia, que fez aquisição de ônibus movidos a biogás da Scania, visando à redução de poluentes. No Chile, os setores de mineração e madeireiro já operam com caminhões pesados movidos 100% a biodiesel.

K270 6x2 15 metros - Etanol

K270 6×2 15 metros – Etanol

click14

click15

click16

click18

Fonte: Assessoria de Imprensa Scania

Scania investe em conectividade com foco em eficiência

Soluções globais integram sistemas inteligentes e motoristas; WIC Kit e Scania Watch são os recentes lançamentos da fabricante sueca em tecnologia móvel
click9
Redução do consumo de combustível e aumento da disponibilidade dos veículos são dois benefícios diretos que a combinação entre um motorista bem treinado e o uso da tecnologia podem trazer. “A Scania está evoluindo da posição de fabricante de produtos para ser um fornecedor de soluções em transporte sustentável. Isso pressupõe investir em tecnologia e conectividade”, afirma P.O Svedlund, presidente e CEO da Scania Latin America.

Com foco em melhorias contínuas, a Scania tem um longo histórico de pioneirismo na introdução de inovações tecnológicas que oferecem economia de combustível e segurança nas estradas. Esse é o caso do Scania Driver Support, que auxilia o motorista a manter e complementar novas técnicas bem como hábitos mais seguros e saudáveis adquiridos no Treinamento de Motorista Scania. Utilizando sensores, esse dispositivo inteligente localizado no painel de instrumentos do veículo fornece feedback instantâneo ao motorista sobre melhores práticas de direção, como frenagem, aceleração e troca de marchas.

Para obter redução de consumo de combustível e de paradas imprevistas, aspectos que refletem na rentabilidade do cliente, a Scania também desenvolveu o Opticruise e o Retarder. O primeiro é um sistema automatizado de troca de marchas que oferece opções de tração de acordo com o tipo de aplicação, gerando maior conforto para o motorista e desempenho do veículo. O segundo é um freio auxiliar hidráulico que proporciona mais segurança, economia de combustível e redução dos custos operacionais.

Entre as demais tecnologias, destacam-se dois sistemas de frenagem. O AEB (Automatic Emergency Break), freio automático acionado quando o veículo detecta a presença de um objeto a sua frente, e o ACC (Adaptative Cruise Control), sistema que delimita a distância em relação ao veículo à frente.

Nessa mesma linha, a Scania desenvolveu o LDW (Lane Departure Warning), dispositivo que emite um alarme caso detecte um desvio na trajetória do veículo.

Em relação à conectividade, a fabricante sueca lançou no mercado global o Scania WIC Kit, que poderá ser visto em funcionamento no estande da empresa durante o SAE Brasil 2015. Trata-se de uma aplicação móvel, desenvolvida para otimizar o treinamento do motorista no veículo, que fornece informações, via tablet, em tempo real sobre a condução em situação de teste.

The new tablet application WICkit, Wireless Instrument Cluster, assists driver trainers, Södertälje, Sweden Photo: Kjell Olausson 2014

The new tablet application WICkit, Wireless Instrument Cluster, assists driver trainers,
Södertälje, Sweden
Photo: Kjell Olausson 2014


Outro destaque da participação da Scania no evento é uma nova tecnologia com foco no motorista, o Scania Watch. Trata-se de um relógio projetado para enviar dados relativos a condução, como informações de consumo de combustível, distância e tempo percorridos.
click10

Volvo inaugura Centro de Distribuição de peças

CD-Volvo
O novo Centro de Distribuição de peças do Grupo Volvo América Latina foi inaugurado em São José dos Pinhais, na região Metropolitana de Curitiba (PR). A instalação possui o dobro da área do CD atual e tornará os processos de recebimento e distribuição de peças mais eficientes em todas as áreas de negócios da corporação para toda a América Latina. De lá, as peças partem para mais de 200 pontos de atendimento da merca no continente.

O local está operando 24 horas por dia, sete dias por semana, com equipes de plantão para atender aos chamados emergenciais. No CD, incluem mais de 33.000 m2 entre áreas administrativas e de apoio, com 20 docas de carga e descarga, e capacidade para armazenamento de 83 mil itens, além de um pátio adicional para armazenamento de veículos.

“Nos últimos anos tivemos um crescimento da frota de veículos da marca que circulam no país e, junto com os concessionários, estamos investindo na ampliação da capacidade de atendimento. Precisamos de uma estrutura de suporte para atender as demandas com qualidade e agilidade”, destaca Carlos Morassutti, vice-presidente de Assuntos Corporativos do Grupo Volvo América Latina.

Fonte: Transpoonline

Older posts